quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Amanhã começa o III Burrada Festival


Ithalo Henrique


O primeiro dia do Burrada Festival é inteiramente ligado as artes visuais e audiovisuais, agora quem pensa que isso não tem nada ligado a música está enganado. De início teremos a projeção fotográfica “As Cores do Barulho”, do fotógrafo e músico Emerson Silva Bento, que reúne imagens de diversos festivais de rock do estado do Tocantins. As imagens dos festivais tocantinenses também são a fonte da fotógrafa Karla Almeida, na exposição “Máquina do Barulho”. Também ligado à arte de fotografar, teremos a projeção “A convivência com a Natureza” da jovem fotógrafa, Gabriela Grammont, de apenas 16 anos. São 27 fotos que mostram a influência que a natureza pode exercer sobre o homem e também o processo contrário. “A convivência com a Natureza” por Gabriela Grammont

A mostra de artes plásticas fica por conta de Cláudio Macagi, poeta, músico e artista plástico, Macagi já participou de várias mostras coletivas e individuais em Salvador - BA, Paraíso e Palmas - TO. Tendo como gosto experimentar novas possibilidades, sempre surgem temáticas curiosas e provocativas. Seus painéis são esticados em vergalhões de ferro utilizados na construção civil e retratam na maioria das vezes uma realidade crua do ser humano. Sua técnica é o improviso e às vezes nos faz lembrar caricaturas e quadrinhos.
Na programação do dia 04, também tem espaço para o artesanato e cinema, ambos com representantes de Miracema. A exposição “Esculpindo Rock’n’Roll”, do artesão Dunga Carreiro, leva ao público diversas mini-guitarras esculpidas em pedaços da casca do pé de cajá, frutos da ligação do artesão com a tradição familiar e a influência da música em sua vida. Já representanto a telinha o Cineclub Miragem preparou uma programação especial para o Burrada, com ficções e documentários ligados à diversidade e a inflluência musical na vida das pessoas.

Artesão Dunga Carreiro

Dentre as produções a serem exibidas, teremos o Documentário “Pânico em SP”, sobre a juventude punk de São Paulo, no começo desse movimento e também “O mundo é uma cabeça” documentário com registros do movimento musical pernambucano manguebeat.

Isso tudo vai aquecer e preparar os ouvidos e a mente dos roqueiros e de todas as pessoas que tem sede de cultura alternativa na quente capital do Tocantins, para os outros dois dias de Burrada.

Dia 04 de novembro - Entrada Gratuita, no Tendencies Music Bar, a partir das 20 horas.

3 comentários:

H A R R Y G O A Z disse...

!!! WOW !!!

tentakel disse...

Please putmy blog in your blogroll. And i will do that so

easy learn computer disse...

adorei o blog.......

Please putmy blog in your blogroll. And i will do that so